sexta-feira, 2 de abril de 2010

Um filho "especial"






















Muitas pessoas me perguntam como é ser mãe de uma crianca especial. E agora eu respondo.

O primeiro momento é o do luto. Consigo mesmo. Afinal, nenhuma mulher sonha em ter um filho deficiente, e quando isso acontece a primeira reação é de espanto, surpresa. Muitas vezes tristeza e revolta, mas que com o tempo, podem ser transformadas em força para lutar em nome do amor único e incondicional: O amor de mãe.

Depois do breve luto é encarar de frente, levantar a cabeça e ir a luta. Uma luta diária, a cada minuto da vida, até nas coisas mais simples como dar um banho ou alimentar o bebê. Após esta fase, vem a busca pelo entendimento. 

"Porquê eu!?"
"Porquê nós!?"

Até descobrir a minha missão. E quem me mostrou qual era a minha missão (quem diria!), foi ele mesmo, esse serzinho tão pequeno e indefeso, mas tão grande e forte ao mesmo tempo. Ele me mostrou com seu sorriso nobre e contagiante que meu dever de mãe 'especial' é informar.

Informar que PARALISIA CEREBRAL não é uma doença e sim uma patologia. Informar que dá pra ser feliz sim com dificuldades e limitações. Informar que o amor é maior do que qualquer deficiência e que ele supera tudo inclusive um fantasma horrível, o fantasma do preconceito.

Mas qualquer pré-conceito é pequeno demais diante da grandiosidade e pureza desse menino que só veio para nos ensinar. Ensinar que vale a pena lutar pela vida, já que ele nasceu lutando. Lutou contra uma hemorragia intracraniana, contra uma infecção generalizada, contra a prematuridade e incompetência médica. Lutou, venceu e nos mostrou o quanto a vida é linda, só depende dos olhos de quem vê. Assim como meu filho é perfeito, aos meus olhos, perfeito pra mim!

Nada é por acaso!

O Leo só nos uniu, nos fortaleceu, nos tornou pessoas melhores e agradeço por isso todos os dias. Hoje nos sentimos prontos para tudo, indestrutíveis, graças a ele que se transformou em nosso alicerce.

Acredito que é nas dificuldades que conhecemos as pessoas e o Leo me fez ter mais do que nunca a certeza do meu amor pelo pai dele e ver o grande homem/pessoa que ele é. Quando ele tb tinha o direito de chorar, enxugou minhas lágrimas, na hora de maior desespero respirou fundo e segurou minha mão.

Quando eu estava grávida dos gêmeos, imaginavávamos os filhos crescendo, criados, casados e nós dois velhinhos viajando o mundo numa eterna lua de mel. Depois de tudo falei:

- "E agora!? Temos um eterno bebê."

E esse homem que tanto amo disse: 

- "Agora teremos companhia na nossa viagem!"

A PC do Leo é do tipo "tetraplegia espástica". Quer dizer que ele tem todos os membros afetados, ele é tetraplégico. Não anda, não senta, não segura objetos e nem temos previsão para isso. A parte cognitiva tb pode ser afetada, no caso dele sabemos que foi, só não sabemos o quanto. Mas tenho certeza que nunca vou subestimar meu filho! Leio pra ele, canto, brinco, conto histórias, explico as coisas mesmo sem saber se ele vai entender.

Essa "missão" não é nada fácil. A PC (paralisa cerebral) pode trazer outros problemas como: disfagia, pneumonia por broncoaspiração, refluxo, convulsão, distúrbios do sono, constipação, dificuldades visuais (o Leo não tem grande parte da visão), dificuldades sensoriais, enfim... é trabalhoso mas o pagamento é o sorriso mais meigo e encantador que já vi na minha vida!

As vezes tenho recaídas, claro sou um ser humano. Outro dia eu estava cochilando e no meio do sono olhei pra porta e "vi"o Leo entrando correndo. Acordei, levei um susto e comecei a chorar pq sei que isso não será possível. Aquilo me doeu muito. Mas dura pouco pq não me acho no direito de me sentir assim, seria muito egoísmo da minha parte, pq ele É muito feliz e o que importa é ELE, nada mais!

A prioridade da minha vida é o bem estar e felicidade deste menino, e sei que nesse campo estamos vencendo e isso me dá paz. Nada no mundo me faz mais feliz do que um sorriso daquele bichinho!

Esse é meu pequeno grande rapaz! O meu Leo!

63 comentários:

eveline disse...

Aiiii Mariii me emocionei como sempre lendo qualquer coisa que tu escreve, me emociono de ver tuas fotos tua flia é linda que Deus siga dando forças para todos vocês e iluminando o caminho seeeeempre.! Teus filhos são lindooos maravilhosos!!

Leila disse...

Que lindo, o Leo!
Parece que gostar de escrever também é genético, mas paixão por culinária...Sei não, deve ter sido direto de uma bisavó qualquer...

Ly Mello disse...

Vcs são tão especiais!
Sorte do Léo ter a família que tem!

Amoooooooooooooooooo!

Mariana Hart disse...

Aii...suas fofas!!!

Heloiza (Arthur e Sophia) disse...

Parabéns pela super mãe que você é!! Aprendeu a lidar com as dificuldades da vida e ser feliz mesmo assim!! Você é um exemplo de força, superação e alegria!! Sua família é linda, parabéns!!!

Mimos da Mamãe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andrea disse...

Deus colocou o Léo na família certa!
Depois que li seu blog ontem , até sonhei com o Léo. Gostaria muito de um dia poder conhecer vc e sua linda família.

Renata disse...

Mari, sou sua fã em silencio há meses...
Lindo seu relato! Emocionante!
Estou emocionada. Um dia, te ecrevo mais..
Bjs, Renata.

Lina Noronha disse...

Adorei! A gente entende perfeitamente. Só a gente entende. Boa sorte!

Priscila disse...

Mari, muito lindo o seu texto!!! Fiquei arrepiada!!
Nunca te falei, mas sou sua fã!! Vc é uma super mãezona, guerreira, sempre "lambendo" suas crias, sempre de alto-astral e sorrindo... e ainda por cima é uma gata!! Affff É demais... mas vc merece justamente porque sabe usar com muita sabedoria todas as suas qualidades e isso se revela através da felicidade da sua família!!! Parabéns queridona!!!
Beijocas, Pri (do Beethoven) rsrsrsr!!

Grilinha disse...

Lindo este texto !!! Só tenho o pedro, o JP, mas sinto algo muito parecido na mesma !!! Beijos

Andrea disse...

Lindo demais o seu texto, nem preciso dizer o quanto chorei.

Jeane disse...

Impossível não se emocionar com um testemunho tão cheio de amor. O amor mais puro, profundo e sincero que existe: o de mãe!

Lorena disse...

Mari, somos iguais nas dificuldades e na grandeza do amor incondicional...Minha filha sorri mais vezes que já sorri minha vida inteira! Quanto a entrar correndo pela porta querida amiga, não se anda só com as pernas....Tudo depende dos olhos de quem vê!Bjs e força sempre!Lorena e Helena

Lak disse...

Mari,
vim retribuir a visita no meu blog (o Desculpe, não ouvi!).
Eu não tenho filho com deficiência, sou a filha deficiente eu. E sabe,uma coisa eu aprendi, olhando a minha mãe, que a dor das mães é muito maior que a nossa. Mãe sofre em dobro. Um dia, eu falei isso pra ela: Sabe, não me doi tanto assim...
E foi a partir dai que ela se acalmou. Viver faz parte e cada um tem sua história de vida. Aceitá-la com essa sua força de vontade já é um privilégio por si só.
Parabéns por contar sua história com tanta sinceridade e leveza, em vez de escondê-la e fazer de conta que ela não existe.
Grande beijo e parabéns pelo blog

Marcelo em busca do mundo dos sons. disse...

Mari...
Ví vc no blog da Lak, tbém sou mãe especial, meu filho é DA(Deficiente Auditivo), somos mães especiais, tenho um blog do MARCELO tbém, e achei uma graça vc dizer MÃE POLVO...tbém sou uma mas com dois tentáculos...
Abraços querida te seguirei...
Parabéns pelo lindo post....

Sophia e Felipe disse...

Oi Mari,
Tb vi vo no blog da Lak...
E como a Monica, tb tenho um filho DA.
Ele tem hoje 2a7m... e usa o IC desde 11meses.
Minha prima Regina tem o Otho com PC tambem.
Ele tem 4 anos... mas tb é um menino super alegre. Infelizmente nao tenho tanto contato, eles moram em Bom Jesus do Itabapoana e eu moro no RJ, mas quando o encontro vejo como é feliz. Tb tem um sorriso e um olhar de arrasar quarteirao.
Da ultima vez que o encontrei fiquei brincando com ele com o Super Homem do meu filho, ele dava gargalhadas.
Parabéns por ser essa grande mãe. Sei exatamente a luta que temos que enfrentar.
Ah! E como vc, tb tenho a grande sorte de ter ao meu lado um marido maravilhoso e que tb me levantou apos o Felipe perder a audicao aos 6 meses.
Vou acompanhar esse cantinho aqui, ok?
beijos,
Alessandra

O Burro que chora disse...

Nossa que lindo...
O amor de mãe é maior do que qualque coisa, é incondicional...
Tenho um blog que conta histórias de vidas...
Se você me autorizar poderia divulgar seu texto acima?
Meu email é feijoana@ig.com.br...
o meu blog é http://burrochora.blogspot.com/
Te sigo...
felicidades

Michele disse...

Estou emocionada com a lição de vida que acabei de ler.Que DEUS continue dando força pra vcs!

Desa Botelho disse...

Mari a cada dia que leio seu Blog adoro mais e mais ... Uma coisa que tenho comigo é de que so tem filhos "especiais" pessoas especiais, e a cada dia lendo e vendo seu blog percebo isto em vc e na sua familia, e sei que o Leo tem muito amor ai ... e isto é o mais importante.Bjs pessoa especial! =D

Tati Pastorello disse...

Mari, só hoje consegui parar, com calma, para ler este seu texto. Sabia que ele merecia um momento assim. E me emocionei muito. Imagino sob que emoção não deve tê-lo escrito. Sua força e garra são admiráveis. Imagino que não seja mesmo possivel estar bem todos os dias, até por que deve haver um cansaço tremendo associado a isso. O Bê, com questões bem menores, já nos tira o sono. Parabéns pela maneira amorosa como escolheu viver esta história. Vocês estão vencendo e da melhor forma: juntos!
Beijos com uma admiração crescente.

Cecilia disse...

Olá Mariana!! Sou mãe de duas pequenas e me emocionei com a sua história de vida e com a forma bonita com que a sua familia vem lidando com as adversidades. Parabéns pela mãe que vc é, e não se cobre não esmorecer de vez em quando - é humano, e faz parte. As suas expectativas e frustrações como mãe são perfeitamente naturais e paradoxalmente aceitá-las sem muito brigar com elas pode te ajudar a aceitar melhor a propria realidade. Busque apoio em pessoas que passam por experiências parecidas com a sua - elas podem te ajudar com soluções e perspectivas diferentes para enfrentar os problemas cotidianos e também em entidades de apoio à criança especial. Espero sinceramente ter ajudado. Força e sorte para sua linda família! Com carinho, Cecilia

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

OI MARI
VIM CONSERTAR A CONFUSÃO DESCULPE!
SOMENTE A MÃES ESPECIAS
SÃO CONCEDIDAS CRIANÇAS ESPECIAIS, ASSIM COMO AS NOSSAS!
BEIJO

Regina Santos disse...

Oi Mariana, AMEI seu blog. Sua família é maravilhosa!!! Eu também tenho um filho especial, o Raphael, 11 anos, já é um homenzinho...estou ficando velha...rs....rs.... Beijos,

Estou seguindo...

Mariana disse...

carácole que história de vida!!! to lendo os posts aos poucos, mas já virei fã. Só vc sabe o que passa, mas tenha certeza que um propósito todos nós temos na vida. bjs

Anônimo disse...

Ai Mari,
Eu me emocionei com que vc escreveu.O Leo e um grande rapaz e vc e uma grande mulher. Saiba que o Leo e um anjo na sua vida. Eu sei pq minha irma e especial (um pequeno retardo) e eles são uns anjos que Deus coloca em nossas vidas.
Bjssssssss

Mariana disse...

Chorei ao ler o teu relato, sentimentos q vem do coração.
quanto amor, quantos sentimentos belos.
Dizem q Deus não dá a cruz maior q o homem não possa carregar.
E as vezes ela é pesada demais e dolorida demais.
Vale a lição q tu transmite a todos e o q tu aprende com o teu tesouro.
Felicidade pra família.

Isabela disse...

Novamente, que família linda. Parabéns pela força e coragem. Fiz algumas reportagens com famílias que têm filhos especiais e é sempre muito emocionante. Quando o casal tem uma cabeça boa, a criança sempre vem para trazer amor e generosidade. Parabéns! Beijos, Isa

Anônimo disse...

Oiiii Mari não consigo nem falar direito.To emocionada em ler tudo o que vc escreveu.Na verdade não é seu filho que é especial e sim VC!Já sou sua fã!Bjos e que papai do ceu possa iluminar e abençoar sua familia cada dia mais e mais.

byh4 disse...

este blog é muito lindo .....adoreiiiii

Geovana Centeno disse...

Oi Mariana, fiquei muito emocionada com o teu texto, teu Leo e lindo e puro, tenho um irmã que especial ela tem 37 anos e minha mãe envelheceu bastante cuidando dela, ela tem um bloqueio cerebral, anda e não fala, mas não é muda, ouve muito bem, mas parece um bebe num corpo de mulher...hoje estou passando muita aflição e angustia por não saber o que a minha menina que se chama Mariana possa ser uma menina especial, estão cogitando "autismo" ainda não passou por uma neuro mas semana que vem ela vai passar, e ai vou ter a certeza do que ela tem, talvez eu esteja sendo egoista, tambem fiz aquela pergunta "porque eu,porque a minha filha, será que sou uma pessoa tão má assim, será castigo, chorei ate a cara ficar inchada, mas uma coisa te digo, amo mais a minha filha ainda, pois vou fazer o possivel e impossivel para ela ter uma vida normal e feliz, assim como a gente vê que Leo tem, e eu sinto que ele émuito amado, graças a Deus meu marido é assim como o teu, esta me ajudando muito e muito compreensivo tbm...beijos na turma toda!

NADIA MARIA DOS REIS SANTOS disse...

NOOOOOOOSSA ESTOU SEM PALAVRAS..... NÃO CHOREI POIS ESTAVA TRABALHANDO,MAS QUE CORREU UMAS LAGRIMAS PELO ROSTO CORREU.... LINDA SUA HOSTORIA
ME SINTO TÃO ALEGRE DE VER QUE SEU FILHO É FELIZ COM A FAMILIA QUE DEUS ASSIM O PRESENTEOU.
MUITAS MAS MUITAS FELICIDADES MEEEEEEEEESMO.
SINTO AMOR NO CORAÇÃO POR VCS BJS
NADIA MARIA

Priscila disse...

Olá, Mari.

Nossa... me emocionei mto com o seu texto... é lindo o seu amor e do seu marido pelo seu filho...
Não sei se eu seria capaz de suportar..., mas fico feliz que ele está numa família cheia de amor...

Parabéns!!!

bjs, Pri
http://maesemfrescura.blogspot.com

tezukuri da Karen disse...

Eu quero te agradecer por compartilhar seus sentimentos mais íntimos com a gente. Minha filha tem uma síndrome ainda não diagnosticada, atraso psicomotor e deficiência intelectual, tem a mesma idade do Leo e do Pedro.
Vou seguir o seu blog, pois quero acompanhar sua linda família, sei que vou aprender muito aqui!
Que Deus continue abençoando todos os seus 'oito braços'!
Fica aqui um super beijo entre um sorriso e lágrimas de emoção.

Mere disse...

Emocionada e lacrimejando aqui mais uma vez com você, Mari. Vc e Ciro são pais mais que especiais. Fácil eu sei que não é, mas vocês são exemplo de amor e cuidado.
Deus continue fortalecendo-os a cada dia. Seus filhotes são muito sortudos. :)

Patrícia disse...

Mari, ontem estava na cabeleireira e para passar o tempo acabei pegando uma revista. Lá tinha uma reportagem que falava de vc e de sua vida... Me emocionei! Hoje resolvi procurar seu blog... Sei que o lerei inteiro pois o pouco que já li me emocionou muito. Parabéns, vc é uma mulher guerreira e de muita coragem. Sua dedicação é um exemplo de vida.

Carla Araújo disse...

Olá,precisava ouvir,lê,histórias reais de MÃES ESPECIAIS.Para confortar meu coraçao aflito e deseperado por respostas...Descobrir q meu filho tem PC.Foi difícil,porq não sabia o q era,e a palavra paralisia dava medo.Então ao ler uma matéria sua em uma revista,confesso q fiquei admirada,nossa como ela é forte.Porém só agora tive coragem de manifestar e dizer q cada dia da minha vida é uma vitória,pois através de gestos simples é uma barreira sendo vencida,aprendi a ter paciência e assim entender perfeitamente o signicado da frase:"NINGUÉM É IGUAL A NINGUÉM".

Mari Hart disse...

Oi Carla! Se quiser conversar mais sobre esse seu novo universo, me add no facebook ou podemos conversar por e-mail!

marihartdore@hotmail.com

Bjo grande e muita luz pro seu filhote!

Mari Hart disse...

Oi Carla! Se quiser conversar mais sobre esse seu novo universo, me add no facebook ou podemos conversar por e-mail!

marihartdore@hotmail.com

Bjo grande e muita luz pro seu filhote!

Betty Rouvier disse...

me desmontei em lagrimas...Ah Mari... q pena q vc eh unica!!!! precisamos de mais Mari´s pelo mundo!!!!
amiga...como adooro ler suas mensagens...nao existe terapia melhor!!!! Aqui rimos, choramos, choramos de rir... sao muitas emoçoes!!!
obrigada por partilhar seu mundo connosco!
bjo enooooorme

Anônimo disse...

Deus só dá filhos especiais a pais especiais. E depois de ler seu blog ñ tenho a menor duvida de q vc e o seu marido são muuuito especiais!! Que Deus continue a te abençoar grandemente. Beijos

Mamãe e Bebê disse...

Há pouco tempo entrei na Blogosfera... Realmente é um mundo virtual!
Olhando alguns blogs e no meio de tantos que já li!
...
O seu é surpreendente! Foi amor a primeira "lida".
Sâo lindas palavras, recheadas de amor em cada silaba!

Me tornei mãe há pouco tempo.. Já passei noites e mais noites acordada, inclusive hoje mesmo... Mas lendo teu blog, recarreguei minhas energias pra mais 1000 noites acordadas!

Parabéns... Você tem um dom divino de transmitir amor!

Aquii é 'nosso' cantinho... (Meu e da pequena Fer*):

http://vinculomamaeebebe.blogspot.com/

Beijos,
Seus filhos são lindos!

Ioly a dona do verdades... disse...

Fiquei emocionada com sua história e como relata.
Sua força, o amor vencendo tudo.
Eu vou me inspirar em vc, e não me abater ou me entregar diante de dificuldades. São só obstáculos, mas quem disse que não podemos passar?
Deus os abençoe!

Louizi disse...

emocionada, com os olhos cheios de lágrimas!

lindíssima tua família e o amor de vocês!

abraços com carinho

Silvana Alves disse...

me emocionei ao ler... beijos carinhosos

Sophia Pavão de Abreu da Silva disse...

Nossa que relato MAIS LINDO! Não existe a menor possibilidade de não nos emocionarmos!
Ahhh que nó na garganta que dá de ver uma mãe tão ESPECIAL falar sobre seu filho com tanto amor!

Um beijo enorme na sua família LINDA!

Karen

mãe de aço coração de mantega disse...

oi mari assim como voçe eu tambem sou uma mãe povo tenho um filho lindo o nome dele e samuel ele tambem e muito especial e lendo os seus depoimento sobre suas esperiencias consigo me ver em varias situações , graças a deus tenho uma equipe do bem que me ajudam muito entre estas pessoas esta a pessoa que olha ele para que eu possa trabalha eu a chamo de mãe barra 2 do samuel pois ela e um anjo na vida dele. meu nome e marley

mãe de aço coração de mantega disse...

oi mari assim como voçe tambem tenho um anjo especial em minha vida o nome de e samuel, ele e lindo,mas mae e suspeita para falar dos filho, mas não so eu falo todos que o conhecem dizem a mesma coisa. mas assim como voçe tento fazer o melhor para ele e enfeitar a vida com todas as cores possiveis para que ela fique mais alegre . quem tem anjos como os nossos sabem que a vida ensiste em tentar colar tudo em preto e branco, mas ja aprende que sempre tenho que ter um kit com varias cores para colorir o que e quem for preciso

Janaína Mascarenhas disse...

Mari, cheguei aqui através da indicação de duas blogueiras conterrâneas de Salvador: Mari (viciados em colo) e Ivana (coisa de mãe).
Também tenho uma filhinha especial e concordo com tudo que diz aqui. Já escrevi um post no meu blog (especialesercrianca.blogspot.com) sobre isso também.
Me emocionei com o comentário do seu marido de que na velhice terão companhia para suas viagens.
Sabe, às vezes me perguntava se Deus tinha me mandado uma filha especial porque eu vivia dizendo aos quatro ventos que queria quer meus filhos fossem crianças para sempre para não me deixarem nunca... que maluquice...
Meu marido também é meu suporte. Também minha família e meus amigos. Eles ficaram muito mais presentes em minha vida depois de Leti.
Vou voltar para ler seus textos de inclusão que me foram muito bem recomendados, já que esse assunto me interessa muito.
Beijo enorme,
Jana

cindyeerick disse...

olá...tenho um filho especial q apresenta paralisia cerebral do tipo tetraplegia espatica gostaria de trocar informaçoes com vc me add no msn por favor meu msn é:cind.souza@hotmail.com
bjs

Carol Damasceno disse...

Mari fiquei emocionada com esse post.. Que lindo...
Parabéns pela bela família...
Beijinhos
Carol

Diacuy disse...

Hoje li uma resenha de um livro recém lançado: Feliz de outro jeito de Carmo Chagas.
Ele jornalista conta a história de sua mulher que por causa de uma complicação numa cirurgia ele precisou amputar os pés e ele conta que é possivel ser Feliz de Outro jeito.
Beijao
E seja feliz de Todos os jeitos.
bj
Lola
http://baudaloladiacuy.blogspot.com/2011/10/esmaltes-e-gula-hummmmm.html

Fernanda Reali disse...

Chorei ao ler. estou cansada e sensível hoje. Não é texto pra se chorar e sim para se comemorar, mas nao me contive.

O melhor de tudo é que acabei de ler o texto atual, escrito mais de um ano depois deste, relatando que Leo sentou-se por um minuto.

Pequenos/ grandes milagres que vao acontecer sempre.

beijooo

Fernanda Reali disse...

Ah, esqueci: queria dar um palpite. Ponha aqui no final deste post o link do mais atual, relatando que Leo cnseguiu se sentar!

beijoooo

Crys Leite disse...

Seu post me emocionou muito. Nada acontece por acaso, tudo tem um porque uma razão de ser. O Léo é o seu presentinho, a sua missão. Você é especial pois Deus te confiou um lindo e frágil anjinho, pois sabe da sua capacidade de cuidar e de amar. Que Deus abençõe sua linda família. Beijão!

Nina disse...

Oi Mari ! deixa eu te perguntar uma coisa,como que vc descobriu a pc do Leo ? foi ainda grávida ? por exames ? o que os médicos te falaram,a causa,o que aconteceu com ele ??
Mil bjos pra vc e pro Leo lindo !
PS.: CUIDADO LÁ NO HORTI FRUTTI,HEIN...SE VC DER MOLE COM ELE E EU TIVER LÁ...EU VOU DAR UMA MORDIDA NELE E ENCHER ELE DE BEIJO,HEIN !!! KKKK.... BJOS MARI !

Mari Rossini disse...

Cá estou eu ás 14:06 sem sair da frente do pc desde ás 10... lendo os posts do seu blog... adoro o jeito que vc escreve e a emoção que vc consegue transmitir atraves das palavras... vi o video de vcs no MMqD e me identifiquei horrores... parabéns pela familia linda que tem... q Deus abençõe sempre...bjos

Meiry Mel disse...

Ei amiga, chorei horrores com este post, confesso q ainda estou chorando, somos iguais na causa, somos mães especiais, cada uma com sua dor e sua delicia, com seus medos e desgostos. Mas sabemos, q não estamos só, q Deus nos fortalece a cada manhã ou a cada madrugada ou a cada minuto de vida. E se eu pudesse trocar, se houvesse a remota possibilidade de troca, eu nunca trocaria minha doce Mel por nenhuma outra q fosse, por nada neste mundo, nunca jamais, eu não consigo imaginar minha vida sem ela, ou de maneira diferente. Eu amo minha filha, mais q tudo neste mundo....e as lagrimas rolam..kkkk bjos flor

eliiiiiiiii disse...

Nossa que emocionante. Por acaso descobri seu blog e me apaixonei, vi em vc a dor e a alegria de uma mãe especial, a serenidade de um ser iluminado e escolhido pra acompanhar e amparar um anjo durante sua estada entre nós. Parabéns pela garra e sucesso em sua luta. Obrigada por servir de exemplo e servir como estimulos pra tantos outros pais, mães e irmãos especiais...obrigada por nos proporcionar emoções e alegrias a cada post escrito. FORÇA. Grande bjo.

Daniela Castro disse...

Post publicado também no http://dani13sophia.blogspot.com em homenagem a MAri pelo dia das mães que vem chegando... bjos mil da fã Dani

Aline Gago disse...

Mari,
Li seu post no blog da querida Dani e venho agradecer por nos mostrar o quanto é importante valorizar os momentos com nossos filhos e agradecer a Deus por serem perfeitos.
Obrigada por suas sábias palavras.
Fica o convite para você visitar meu blog:
http://festascriativasbyalinegago.blogspot.com
Beijinhos
Aline

Juliana Pigari disse...

Olá Mariana queria ta parabenizar pelo blog, entrei aqui por acaso, acho que foi destino, e descobri que você também é uma mãe especial.
Há 3 anos descobri que meu filho tem paralisia cerebral, a dele é hemiparesia espástica, afetou o lado esquerdo, no começo não entendi o pq isso estava acontecendo, o pq comigo e com o meu filho. Nó s só descobrimos qd ele começou a andar, tive e tenho muitas dúvidas sobre o diagnóstico dele, tb tenho medo do que pode vir há acontecer no futuro, e aqui no seu blog tenho encontrado muita ajuda, vi que como eu vc tb tem seus momentos tristes, vi que como eu vc tb se perguntou pq comigo? No momento do diagnóstico pareceu que o mundo tinha parado, que não era real o que estava vivendo, que era um sonho e que quando eu acordasse iria acabar tudo, mas não, desabei, fiquei perdida sem entender o mundo da PC. Hoje meu Enzo com 4 anos faz fisioterapia, natação, acompanhamento com neuropediatra e ortopedista. Vi pelos seus depoimentos que o Leo tem mais comprometimentos que o meu Enzo, mas a dor é a mesma para nós que quando estávamos grávidas sonhamos e fizemos planos totalmente diferentes da realidade de hoje que vivemos.
Estou aos poucos aprendendo a viver nesse mundo, ainda tenho medo do bicho chamado preconceito, mas espero vencê-lo.
Quero muito te agradecer pelas palavras, pela ajuda, pelo conforto que encontrei no blog, e serei sua seguidora. Te desejo tudo de bom pra vc e sua linda família.
Beijos Juliana.